Escola envia recado aos pais: “Não importa a pontuação. Ame-os e não os julgue”

Após um bimestre carregado de expectativa e ansiedade, tanto para alunos, quanto para seus pais, receber o boletim e encarar os resultados finais pode ser um momento tenso e até emblemático.

Afinal de contas, quem não deseja tirar notas excelentes na escola? Entretanto, uma escola de Florianópolis, capital catarinense, preocupada com a maneira com que os responsáveis pelos alunos poderiam reagir às suas notas, resolveu enviar um “recadinho” de conscientização, surpreendendo a comunidade escolar e meio que sem querer, o Brasil todo.

Na mensagem, o Colégio Antônio Peixoto afirma aos pais que notas mais baixas não significam necessariamente que os filhos vão fracassar em suas carreiras profissionais no futuro. “Entre os estudantes desta sala há um artista que não precisa entender de matemática. Há um empreendedor que não se importa nem um pouco com história ou literatura. Há um músico cujas notas de matemática não importam. Há um atleta, cuja condição corporal é mais importante que a matéria de Estudo do Meio”, diz.

O recadinho também faz um pedido aos pais de alunos que tiraram notas abaixo da média no período. “Por favor, não tirem deles a confiança e dignidade! A vida está feita de coisas muito maiores. Não importa a pontuação. Ame-os e não os julgue”. E completa: “Façam isso e vejam os seus filhos conquistarem o mundo. Uma prova ou uma nota baixa não tirará deles o seu talento”.

Escola envia recado aos pais: "Não importa a pontuação. Ame-os e não os julgue"
Imagem: Reprodução / Facebook

A publicação original do texto foi compartilhada mais de 12 mil vezes em uma rede social. Entre os comentários, bastante feedback positivo. “Achei perfeito! Existe uma distância enorme para a necessidade óbvia de aprender o básico e ser um aluno nota 10 em todas as matérias”, disse uma mãe. “Texto maravilhoso! O respeito à condição de cada um em aprender no seu tempo é especialmente fundamental. O ensino básico é importante, sim, porém, o mais importante é a felicidade de quem aprende do seu jeito e vê as necessidades que, para cada um é diferente, pois somos diferentes”, escreveu um pai.

Mas não houve unanimidade. Outros usuários criticaram a mensagem e o seu propósito. “Que esse texto não sirva de muleta para aqueles pais e filhos acomodados na vida”, disse uma pessoa. “Não concordo. Se estão ali é pra estudar e aprender. E nós, pais e mães, devemos, sim, cobrar, incentivar e apoiar nossos filhos”, escreveu mais uma.

De acordo com Marcelo Batista de Sousa, educador e diretor geral do colégio Antônio Peixoto, o texto em si é antigo. “Já me disseram que foi traduzido de outro idioma. Como aqui no colégio temos uma expectativa elevada com relação aos resultados acadêmicos dos alunos, queremos alertar/orientar as família que é a nossa missão de educadores, mas que a vida é mais que boas notas. É um primeiro bom caminho, mas não o único”, disse.

Marcelo deseja anexar uma adaptação do texto aos boletins de todos os alunos a partir de agora. “A iniciativa gerou uma repercussão fantástica. Como é bom uma pauta positiva”, comemorou. Segundo o educador, o recadinho foi visualizado mais de 1,5 milhão de vezes no perfil da escola nas redes sociais, de onde o post foi compartilhado.

Fonte e texto: https://razoesparaacreditar.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *